centro-de-referencia-da-moda---820X294centro de referência da moda - bh (2)8223968923_e997829190sam_4321

A Fundação Municipal de Cultura promove na próxima semana, no Centro de Referência da Moda de Belo Horizonte (CRModa), a primeira edição do “Slow Week – Moda, Ética e Sustentabilidade”. O evento acontece de 18 a 23 de agosto e contará com uma extensa programação com o objetivo de impulsionar propostas sustentáveis que usam a criatividade para solucionar e transformar nosso atual cenário sócio-econômico-cultural, trazendo bem estar pessoal e para o meio ambiente.

A programação de palestras e debates e sessões de cinema têm entrada gratuita mediante a retirada prévia de senhas na portaria do CRModa a partir das 13h, de terça a sexta, e a partir das 10h no sábado e no domingo. Os workshops e oficinas são pagos, com inscrições que devem ser feitas pelo e-mail educativo.crmoda@hotmail.com. A programação completa pode ser conferida no endereço eletrônico www.bhfazcultura.pbh.gov.br.

 

Com o objetivo de fomentar ações de estilistas, designers,  profissionais e artistas serão apresentados palestras, exposições, ações, mesas redondas, desfiles e oficinas, discutindo assuntos relevantes como consumo consciente, mão de obra escrava, reciclagem e reuso de materiais, projetos sócio-culturais sustentáveis, inclusão social, permacultura e bioconstrução, alimentos orgânicos, veganismo e vegetarianismo, customização de roupas, escambo, slow fashion, slow food, resíduos têxteis e uso de bicicletas no ambiente urbano.

De acordo com Marta Guerra, gestora do CRModa, o papel do espaço é fomentar os elos da cadeia produtiva da moda, de forma a ampliar sua participação no desenvolvimento socioeconômico cultural. “Acredito que é possível divulgar uma marca sem práticas enganosas. Esse evento foi criado para despertar em todos que trabalham com este segmento que a moda pode sim, tirar, mexer, trocar, virar o mundo, ou seja, mudar as regras do jogo”, completa Guerra.

Em meio aos debates, palestras e cursos, o público poderá conferir ainda a exposição “Moda, ética e sustentabilidade”. Instalada no salão principal do CRModa, a mostra apresenta produtos feitos com materiais sustentáveis integrantes de coleções comerciais de marcas brasileiras e que se relacionam de forma legitima com questões sociais e ambientais. Estas marcas optaram pela sustentabilidade como conceito e forma de expressão.

Movimento Slow

O Movimento Slow surgiu em 1986, com a criação do slow food, trazendo uma reflexão contestatória em oposição ao fast food e a americanização da Europa, ou seja, a favor da desaceleração diária e contra ao costume de fazermos mil coisas ao mesmo tempo, com pressa e as vezes inconscientemente. O Movimento Slow ampliou seu conceito para as demais áreas, como o slow fashion, slow cities, slow travel, slow art. Com a intenção de combater o consumo excessivo e a ansiedade de descartar coisas apenas por pressa de substituí-las por outras (bens materiais, atividades, relacionamentos), a falta de tempo para pensar, refletir e sentir, o Slow propõe uma reflexão coletiva e global em relação às consequências do consumo, soluções sustentáveis e meio ambiente. Uma forma de repensar nosso cotidiano e ações, para nos proporcionar maior bem estar e um futuro melhor para as próximas gerações.
I SLOW WEEK – Moda, ética e sustentabilidade

De 18 a 23 de agosto

Centro de Referência da Moda

Informações e programação completa: www.bhfazcultura.pbh.gov.br

Anúncios