O lançamento acontece no dia 9 de dezembro de 2015, na Sala Minas Gerais, em Belo Horizonte

CAPA bilingue 3d

 Clesio Barbosa e Patrícia Souto Mayor Assunção, pesquisadores mineiros apaixonados pela história de fazendas cafeeiras de Minas Gerais e pelo uso do café na gastronomia, lançam livro em edição bilíngue que é um verdadeiro guia das principais fazendas de café mineiras.

Através da história de 12 fazendas, os autores apresentam informações de como o plantio e a produção do café influenciaram o desenvolvimento regional. Tudo isso ilustrado com belas imagens das propriedades cafeeiras do Estado e com receitas especiais, criadas por chefs e inspiradas nas propriedades em que os autores visitaram ao longo do trabalho de pesquisa.

No livro, editado pela Boccato Books, são relatadas visita a 12 importantes fazendas, entre elas Fazenda Caxambú em Três Pontas, no Sul de Minas; Fazenda Vila Boa, localizada em Carmo da Mata, Oeste do Estado e Fazenda Vereda, que fica no Cerrado Mineiro.

“O café atravessou oceanos e continentes até chegar à terra que um dia já foi mar, Minas Gerais. Aqui, há três séculos, a planta fincou raízes e, desde então, milhões de cafeeiros, com suas copas ao vento, formam ondas de um novo mar sobre montanhas e planaltos. E, como “navegar é preciso”, o nosso café cruza novamente os oceanos, levando seus saberes e sabores para muito além das terras de Minas”, destaca Clesio Barbosa, co- autor do livro.

Entre as 20 receitas de pratos salgados e 25 de pratos doces que a obra apresenta, está a Codorna assada recheada com farofinha de panko e xerém, molho de café e figos frescos confitados, criada pelo chef Luca Bahia Mascarenhas e o Pudim de café com leite, calda de cachaça e pedaços de rapadura, criada pelo chef Guga Rocha.

Curiosidades da obra:

Antes de se dedicar às 12 fazendas mineiras, o livro passeia pela história do café, desde a descoberta na África, passando pelos árabes – povo que primeiro cultivou a planta e chegando à Europa, também à Ásia, até a chegada às Américas. No Brasil, a obra cita a entrada no Brasil, passando pelo Rio de Janeiro como maior produtor, depois por São Paulo que toma o lugar do Rio de Janeiro até chegar a Minas Gerais e fazer do Estado o maior produtor e exportador do país, respondendo por 50% da produção e fazendo do Brasil o maior exportador do mundo.

O café da Fazenda Caxambu em Três Pontas descansa com música clássica depois de processado, pois a proprietária crê que por ser o grão de café um ser vivo, é preciso “acalmá-lo” depois de todo processo pelo qual ele passa desde a colheita.

Na fazenda Água Limpa, de Manhuaçu, estão desenvolvendo um novo método de despolpar os frutos do café: estão usando os pés, assim como pisam as uvas na produção de vinhos. Também há uma lavoura com um cultivar da espécie Arábica que só é plantado lá, trata-se do café Naomi, um cultivar criado por encomenda do fundador de uma das maiores marcas de café da Itália e do mundo. Ele, por admirar muito a modelo inglesa Naomi Campbell, encomendou que fosse desenvolvido esse café e o batizou com o nome da modelo.

O livro já tem lançamentos previstos para Londres, Miami, Lisboa, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo.

Ficha Técnica da Obra:

Textos: Clesio Barbosa. Seleção de fazendas e receitas: Patrícia Soutto Mayor Assumpção. Direção de arte Clesio Barbosa e Patrícia Soutto Mayor Assumpção. Capa Rafael Miranda Barbosa. Projeto gráfico Bruno Albergaria. Fotos Bruno Albergaria e Odilon Nocolau. Edição de Textos Soraia Vasconcelos. Revisão Patrícia Mauro. Tradução Tyler Golembeski. 236 páginas. Editora Boccato. Preço: R$ 99,90.

Fonte: Favo Comunicação Integrada

ERVIÇO:

Lançamento do Livro: Minas Gerais Fazendas & Sabores do Café

Autores: Clesio Barbosa e Patrícia Soutto Mayor Assunção

Local: Sala Minas Gerais

Data: 9 de dezembro (quarta-feira)

Hora: 19 horas

Endereço: Rua Tenente Brito Melo, 1090. Barro Preto, Belo Horizonte – MG

 

Anúncios