Para os amantes da moda e para os que viveram os anos 80, a imagem do raio amarelo é icônica.

 Livrounsjeans

O logo da Zoomp, marca que reinou no mercado jeanswear entre 1974 e 2006, representa um misto de lifestyle e qualidade como poucos na história da indústria da moda. Para preservar legado, o criador do raio, Renato Kherlakian, se uniu à SENAI-SP Editora para lançar “Uns jeans, uns não”, publicação que compila textos escritos por Ronald Sclavi, e que conta os momentos mais importantes da Zoomp e reconstrói quatro décadas de blue jeans.

Com introdução de Paulo Skaf, que presidiu a Associação Brasileira Têxtil (ABIT), “Uns jeans, uns não” é um histórico sobre como o jeans atravessou fronteiras numa narrativa de A a Z.

“A decisão de contar a história neste formato foi minha em conjunto com o Ronald para que o público amante da marca saiba como foi criada”, comenta Renato. “Este material é importante pois perpetua a carreira de sucesso da Zoomp”, explica.

Entre os verbetes, Kherlakian mescla tópicos indispensáveis como “lavagem”, “denim” e “acabamentos” com outros cheios de humor e um toque transgressor como “alma”, “desejo” e “humor”. Pequenas histórias e bastidores ainda não revelados surgem a cada página.

A Zoomp

Tudo começou em 1974 com o diferencial de um jeans anatômico e numerações intermediárias. Nas décadas de 70 e 80, o logotipo da marca se tornou símbolo de poder, de uma força maior. Desde o início, o raio transmitia uma essência sexy jeans, que simbolizou o vanguardismo da Zoomp.

Durante 32 anos, Renato vivenciou uma série de parcerias e projetos, com momentos inesquecíveis, entre eles, a criação da marca Zapping; campanhas memoráveis, como as de Mário Testino; e os desfiles para o GRAAC.

Além dos 32 anos em 220 páginas, Kherlakian aponta caminhos para o mercado atual comentando o desenvolvimento tecnológico e as tendências de produção e consumo para um novo milênio jeans.

 Lançamento “Uns jeans, uns não”, de Renato Kherlakian, e sessão de autógrafos @ Livraria Cultura

Quarta-feira, 22 de junho, às 18h.
Endereço: Avenida Brigadeiro Faria Lima, 2232 – Jardim Europa, São Paulo/SP