A atriz Cleo Pires tirou a roupa para protestar pela liberdade feminina.

MC304_Capa_Banca
Cleo Pires na capa de banca

A cover girl topou o convite da reportagem depois do estupro coletivo acometido contra a adolescente de 16 anos no Rio de Janeiro. Um vídeo com a menina sendo abusada por vários homens foi postado no Twitter por seus algozes, gerando a indignação de milhares de mulheres que foram às ruas se manifestar contra a cultura do estupro. O episódio tocou Cleo Pires tão profundamente que a fez se descobrir feminista. “Não conseguia parar de pensar naquilo, queria protestar de alguma maneira, mostrar minha indignação”, disse.

Ela despiu-se de roupas de grifes internacionais e dos pudores de muitas das atrizes de TV em uma das tardes mais frias do ano em São Paulo para mostrar que, mesmo nua, quando uma mulher diz “não” para um homem, é “não” e ponto. “Não tirei a minha roupa à toa. Quero fazer as pessoas pensarem sobre o assunto e entenderem que cada mulher é dona do próprio corpo e das próprias vontades”, afirmou durante o ensaio.

Ela descobriu que o feminismo é essencial

“Eu era uma das que falava: ‘ai, que saco essa história de feminismo. Não precisamos disso, já conseguimos tudo’. Só fui perceber que o feminismo é essencial quando soube dessa atrocidade que aconteceu no Rio. Tenho uma irmã da mesma idade. Fiquei revoltada, chorei e comecei a postar sobre isso nas redes sociais. Quando li os comentários na internet, culpando a vítima, percebi o quanto precisamos evoluir”, disse.

Campanha_estupro_Antonia_morais
Antônia Morais para a campanha
Campanha_estupro_Gloria_Pires
Glória Pires para a campanha

A capa especial é também o início de uma campanha da atriz em parceria com a revista, contra a cultura do estupro. Além de Cleo, a atriz Gloria Pires, a blogueira Gabriela Pugliesi, a DJ Paula Morais, a chef Bel Coelho, a maquiadora Fabi Gomes e a empresária Piny Montoro, entre outras mulheres influentes, posaram nuas ou semi-nuas como forma de protesto. As imagens estão publicadas no Instagram da revista (@marieclairebr) e no de Cleo (@cleopires_oficial).

A Marie Claire de julho já chegou às bancas no dia 27 de junho e também está disponível nas versões para tablets, smartphones e no Globo Mags.

A revista 

Marie Claire é uma das mais importantes publicações femininas do mundo, presente em 36 países. É uma marca essencial para atingir as mulheres independentes, inteligentes e que gostam de moda e beleza. É a revista mensal mais lida entre as publicações femininas de moda, com conteúdo que equilibra esse universo sofisticado com reportagens de impacto. Foi pioneira em desenvolver duas capas para cada edição: uma para assinantes e outra para bancas. Além da versão impressa, está presente na internet – revistamarieclaire.globo.com – e em versões para iPhone, iPad e tablets Android.

#marieclaire   @indexassessoria

 

Anúncios