A drenagem linfática facial é uma técnica de massagem que ajuda a eliminar toxinas e ativar a circulação sanguínea e que pode atuar de forma preventiva na manutenção de um rosto jovem, bonito e saudável.

drenagem_mg_2032

“Muitas pessoas pensam que a drenagem está associada apenas ao corpo, para o tratamento de celulite, retenção de líquidos, gordura localizada e recuperação no pós-operatório e desconhecem as maravilhas que a técnica pode fazer pela pele da face”, explica a fisioterapeuta Fernanda Zanini, proprietária da Clínica Ben Vivere Estética Avançada de Belo Horizonte.

O envelhecimento natural da pele, associado aos fatores como exposição ao sol, excesso de maquiagem, cansaço, estresse, acne, cirurgia plástica e tratamentos com ácido e laser podem acarretar rugas, edemas, bolsas embaixo dos olhos, olheiras, flacidez e deixar sombria a expressão facial de muitas mulheres.

Os objetivos preventivos 

A drenagem linfática facial tem objetivos preventivos, estéticos e terapêuticos, pois estimula o sistema de defesa e as trocas metabólicas, a oxigenação dos tecidos, retira líquidos excedentes, tonifica e contribui para retardar o envelhecimento dos tecidos.

A massagem especializada, que deve ser aplicada somente por profissional qualificado, oxigena a pele, deixando-a mais firme e com mais viço, reduz e suaviza as linhas de expressão, diminui os hematomas e edemas que marcam a face logo após a cirurgia plástica, ajuda no combate a acne e na revitalização facial. “Um rosto gordinho pode ‘emagrecer’ com a técnica, se tiver líquido retido, recuperando seu tônus natural”, destaca Fernanda.

Técnica suave    
Todos os toques e manobras da drenagem linfática facial, assim como acontece na corporal, devem ser feitos suavemente. Os movimentos são de deslizamento e bombeamento e têm a finalidade de desobstruir os canais linfáticos, causando sensação de bem-estar e provocando maior eliminação do líquido retido no organismo, através da urina.

A técnica não tem contra indicação, a não ser para quem sofre de trombose ou problemas renais graves. Fernanda Zanini explica que as sessões podem ser feitas uma vez por semana, ou até mais, como três ou quatro no caso de um tratamento para peles mais necessitadas. O paciente não sente nenhuma dor ou desconforto com a massagem.

“Feita com regularidade, a drenagem linfática facial colabora para manter a tonicidade e prevenir o envelhecimento da pele, pois estimula a circulação sanguínea, melhorando a nutrição celular. Os benefícios contemplam todas as idades, inclusive adolescentes, por promover a diminuição da acne, bem como preservando a aparência jovem por mais tempo”, reforça Fernanda.

 Pós-operatório

A drenagem linfática facial estimula ainda a função do sistema imunológico local, relaxa os espasmos dos músculos da face e tem um importante papel na recuperação do pós-operatório.

Nos casos de acne e pós-cirurgia plástica, a drenagem facial pode ser feita sobre compressas de gazes umedecidas em loção calmante. Em relação às cicatrizes, é útil desde a fase conjuntiva até a fase madura e tem o objetivo de melhorar a capacidade linfática, visando o restabelecimento da corrente circulatória periférica da lesão, diminuindo o edema. Nas cicatrizes maduras, atua diminuindo as aderências e amolecendo os tecidos.

www.clinicabenvivere.com.br

@amplacomunicacao