A coleção,  assinada pela estilista Raquel Guimarães,  traz looks sofisticados de tecelagem manual, desenvolvidos por detentos de presídio de Minas Gerais.

dois_mtp_i17__011dois_mtp_i17__015

A proposta é o tricô autoral e artesanal como roupa de festa, com design, materiais nobres e sobreposições. Raquel Guimarães treinou 18 detentos no ofício de desenvolvimento de um tricô mais pesado, de fio grosso, mas oficina evoluiu para trabalhos têxteis muito elaborados, atendendo ao projeto da estilista.

DoisellesDoisellesdois_mtp_i17__027dois_mtp_i17__035dois_mtp_i17__039

Look total em tricô e crochê em fios de seda, algodão e lã, variedade de pontos e acabamentos,transparências em silhuetas longas ou midis, formatos pelerines e túnicas foram os elementos de um desfile emocionante.

dois_mtp_i17__043Doisellesdois_mtp_i17__071Doiselles

Até mesmo o styling e a maquiagem serviram ao propósito de mostrar como empresas de moda podem estabelecer parcerias com o terceiro setor, especialmente para a confecção de um produto muito exclusivo. Trilha sonora do rapper Criolo e presença da miss presidiária, modelo que desfilou para a marca, marcaram o evento.

Fotos Agencia Fotosite

#Minas Trend

@doiselles